BC Licença Maternidade – Não é férias



Vou contar um pouquinho da minha história. Engravidei de trigêmeas, depois de um tratamento de fertilização in vitro. Trabalhei até 15 dias antes de ter minhas meninas, no dia seguinte que minha licença de 15 dias acabou, no outro dia tive minhas meninas. Vocês acham que o médico foi ruim, eu acho que não, eu estava bem (apesar de enorme), e meu médico dizia que mente ocupada não pensava besteira.
A licença maternidade começou para mim assim: depois de ter feito um parto cesária, estar toda doida, cheia de gases (sim porque não ouvi ninguém quando me mandavam calar a boca, eu estava em êxtase por ter visto as pessoas mais esperadas do planeta, não calei minha matraca, queria contar tudo que vi na sala de cirurgia), ainda tinha um dreno, tive um problema de sangue na urina. Meu obstetra me contou depois do parto que meu rim havia parado em consequência de minhas princesas estarem tão grandes para minha barriga, que esmagaram o pobre do rim. Graças a Deus e ao meu obstetra Dr.Lourivaldo Rodrigues, tudo voltou ao normal. Por isso andava com um dreno pela maternidade. Mas apesar de tudo isso eu tinha 3 lindas princesas na UTI. Elas tiveram que ser observadas, precisaram apreender a mamar pois eram pequenas demais e não conseguiam pegar no meu peito, eu tive que apreender a dar de mamar para bebês tão pequenas, pois mesmo que tivesse me informado e ido no banco de leite para tirar minhas dúvidas sobre amamentação, quando as meninas nasceram a teoria não foi igual à prática rsrsr. Também tiveram desconforto na respiração (uma mais que a outra, mas nada sério), mas precisaram. Além disso uma da minha filhas (Rafaela) teve icterícia e precisou tomar banho de luz azul, então me arrastava por aquele hospital, passava o dia todo na janelinha que fica na UTI intensiva (a UTI que as mães só podem entrar nos horários pré-definidos no caso da maternidade que tive 2x por dia – 1 hora cada visita), então só ia para o quarto para comer alguma coisa ou para dar pequenos cochilos e voltava para a janelinha.
Tive muitos problemas para alimentar minhas filhas só com o seio, primeiro porque elas nasceram muito pequenas e suas bocas eram muito pequenas para o tamanho do bico do meu seio e também não podiam se cansar muito pois podiam perder peso e isso poderia atrasar suas saídas da UTI intensiva. Então eu tirar o leite e elas se alimentavam pela sonda.
Enfim elas foram para a UTI semi-intensiva, onde as mães podem ficar lá por tempo livre, onde fazíamos canguru e podia amamentar as meninas com mais calma.
Na verdade funcionava assim: elas mamavam de duas em duas horas. No início dos primeiros dias 2ml, depois 8ml, no dia seguinte 20ml, nos últimos dias 40ml. Pensa que isso multiplicado por 3, haja leite ! No inicio era o meu leite mais o leite do banco de leite. Depois era o meu leite, banco de leite e leite industrializado e, pior ainda, deram leite industrializado na mamadeira. Mas mesmo assim persisti na amamentação, pois mais uma vez queria dar o melhor para Mariana, Rafaela e Andressa.
Era assim que funcionava, uma mamava no peito e as outras duas eu tirava o leite para colocar na mamadeira. Mas fui orientada a não tirar leite com “bombinha elétrica para tirar leite”, pois o bico poderia ficar maior ainda, e aí que as meninas não iam conseguir mamar. Então ordenhava manualmente. Passava o dia inteiro tirando leite. Meu marido me ajudava muito, ele também me ordenhava.
Depois ficamos no quarto por 2 dias, onde realmente aprendi a cuidar das minhas filhas, a dar banho, trocar, fazer a higiene e tudo mais. As enfermeiras treinaram a mim e à minha mãe.
Graças a Deus e à Nossa Senhora minha meninas não ficaram muito tempo na UTI, mas sei de vários casos que as mães que tem seus filhos super prematuros, isso porque a gestação gemelar traz o risco de parto prematuro, quanto maior o número de crianças maior é a probabilidade de parto prematuro, necessitando muitas vezes que seus filhos passem dias/meses na UTI. Então gostaria que a lei que trata :Licença Maternidade para Prematuros entrasse em vigor em todos os estados, quem quiser ler mais sobre esse assunto, clique aqui, pois com isso as crianças poderiam ter o convívio maior com suas mães, até ficarem mais fortes/saudáveis, pois as mães que têm prematuros extremos acabam várias vezes largando o trabalho para poder cuidar dos filhos. Essa trimãe aqui apoia Licença Maternidade diferenciada para que tem filhos prematuros.
Finalmente fomos para casa depois 11 dias no hospital, nossa quanta alegria!!! mas agora não tinha as enfermeiras para me ajudar. Afiii que medo ! Para piorar a situação, uma senhora que trabalhava comigo desde que havia me casado me deixou com menos de uma semana que as crianças haviam chegado em casa. Aí foi aquela correria para conseguir outra pessoa, um verdadeiro rodízio de gente em casa, todo dia tinha que ensinar a rotina da casa para uma pessoa diferente. Só que depois de algum tempo encontrei as pessoas certas para cuidar da minha casa e das minhas filhas e que estão comigo até hoje.
Gente, voltando ao assunto, esse primeiro mês deve ser um sufoco para todas as mães, mas para mim que tinha 3 foi um pouco mais complicado esse processo de adaptação, as noites em claro cuidando dos bebês, as cólicas, a amamentação, enfim parecia um “Zumbi” ou “urso panda” - uma expressão que li blog da Camila “Mamãe ta ocupada!!!”, que amei, mas não se desesperem, esse mês realmente passa e depois a gente só lembra das coisas boas.
Para não enlouquecer tínhamos uma tabela que continha todas as informações das meninas: quem tinha comido, que tinha feito cocô e como era o cocô, quem tinha feito xixi (e como era) , quem tinha tomado remédio, a quantidade do remédio, quem tinha mamado no peito, quem tinha mamado na mamadeira - porque na outra mamada fazia rodízio - levamos para o pediatra, oftalmologista etc. Para completar Mariana teve problema de refluxo, então tínhamos que ficar com ela em pé, mesmo depois de ela ter arrotado, pois senão ela colocava tudo que tinha comido, isso porque ela tomava leite especial para refluxo (NAN AR), ainda tomava remédio para o problema, as vezes segurávamos ela por horas, quando a gente colocava ela sentada ou deitada colocava tudo que tinha comido para fora, dava um desespero tão grande. A Andressa tinha problema para fazer cocô. Algumas vezes precisei usar supositório, mas aquilo era tão sofrido para mim e para ela que disse NÃO àquilo e fui buscar um meio natural. Então trocamos o leite dela (NAN para Nestogeno), começamos a usar suco da ameixa em todas as mamadas. Isso mesmo, eu tinha 3 bebês tomando leite diferente. As meninas só foram liberadas a sair de casa quando já tinham 3 meses e meio, isso significa que eu não saí de casa. E assim cuidando dos meus amores passaram rapidamente os 120 dias obrigatórios por lei + 1 mês de férias e sei que se pudesse ficar mais dois meses com minhas filhas seria muito melhor para elas e para mim.
Então sei que este post está enorme, desculpe meninas, mas gostaria de falar mais sobre assunto, essa trimãe gostaria que as empresas pudessem participar mais da Empresa Cidadã (que aumenta a licença maternidade 120 para 180 dias).
Para esclarecer melhor como funciona a licença-maternidade estendida peguei o texto do site Prematuridade que comenta “Quando uma corporação se inscreve no Empresa Cidadã, as funcionárias grávidas passam a ter o direito de escolher entre os 120 dias obrigatórios ou os 180 (seis meses). Os valores desses 60 dias a mais são pagos pela empresa – e não pelo INSS como no caso da licença-maternidade obrigatória – e, depois, restituídos como desconto no imposto de renda a ser pago no ano seguinte. “. Essa trimãe apoia Licença-maternidade estendida através da Empresa Cidadã.
E aí, você ainda acha que licença-maternidade é férias?

Marcadores: BC Licença Maternidade – Não é férias, Empresa Cidadã, Licença Maternidade para Prematuros

30 Amamos seus comentários:

  1. Primeiro quero agradecer por participar conosco. E Nossa eu me cansei só de pensar em passar por tudo isso, o Davi também Teve icterícia com 7 dias ele tava inteiro amarelo, o branco dos olhos e tudo mais e lá fui eu cheia de pontos para o hospital e ainda quase mataram meu filho com a incubadora desregulada. Mas enfim foi cansativo com 1 bebê nascido no tempo certo. Imagino o amor e a sua força de vontade com 3 prematuras. Parabéns por tanto esforço e por tanto amor.

    bjus

    Jackeline Graça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jacks a Rafaela ficou usando aquele óculos e fazia banho de luz na própria incubadora para resolver icterícia.
      Foi um período de muita alegria por está perto das minhas meninas mas também um período de muito trabalho.

      As meninas hoje não lembro em nada os bebês frágeis que chegaram em aqui em casa, graça a Deus.

      Adorei participar desta BC foi uma volta ao tempo.

      Bjs Desirée

      Excluir
  2. Oi Desiree!

    Vim conferir a sua participação e as experiências emocionantes da BC.

    Meus parabéns pelas trigêmeas e pela força. Ufa, imagino a euforia!

    Beijo!

    http://www.crescendojuntas.com/2013/04/licenca-maternidade-nao-e-ferias.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata foi uma alegria tão grande ver aquelas meninas que não tenho palavras para descrever, como estava feliz.

      Já conferi sua participação :)

      Tri-beijos Desirée

      Excluir
  3. Ola Desiree
    Você é uma guerreira, parabéns pela dedicação.
    Bjks
    http://www.makeviagem.blogspot.com.br/2013/04/licenca-maternidade-nao-e-ferias.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andreia nem eu sabia que tinha tanta força, nada melhor que a necessidade para nos dar força.

      Hoje vejo que esse cuidado inicial valeu apena, pois as meninas são mega saudáveis, forte, alegre e tudo bom.

      Tri-beijos Desirée

      Excluir
  4. Aí é que não poderia ser chmada de férias mesmo!

    Não foi fácil né Desirre! Três pequeninas ao mesmo tempo! Mas você disse algo muito certo: o primeiro mês é difícil mas passa. Parece que não, rs, mas passa sim.

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andréa licença maternidade é tudo menos férias, podemos dizer que é momento de aprendizagem, de superação, de amor, de dedicação.

      Menina se não tivesse lido não acreditaria, me pegava pensando esse mês vai passar e no é que passa o primeiro mês, depois disso o tempo passa correndo.

      Tri-beijos Desirée

      Excluir
  5. Quanto trabalho, quanta luta e quanta alegria em toda essa história. Falar dos filhos com certeza rende palavras e não queremos parar.

    Parabéns Desirée pela participação na Blogagem. Adorei!
    Seja sempre bem-vinda no MR.

    Beijos grandes..

    Teresinha Nolasco
    Bolhinhas de Sabão para Maria
    e Mamães em Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teresinha

      Vc seja sempre bem vinda ao meu blog :) e toda a equipe do MR.

      Nossa acho que seria capaz de escrever um livro sobre minhas meninas :)

      Queria mostrar que cuidar de um recém nascido dar trabalho mas realmente se isso foi feito com muito amor, com a maior vontade de oferecer o melhor, tudo dar certo.

      Excluir
  6. Amiga... fico até com vergonha de falar das minhas dificuldades depois de ler tudo o q vc passou.
    Muita luta, muito trabalho e q loucura administrar com 3 bebês, só anotando e se organizando muito, mas graças a Deus vc superou e hj tem as tri lindas saudáveis e sapecas... quanto ao trabalho só aumenta né? A cada dia que passa, adorei sua participação - É um grande exemplo!
    bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris

      Você não tem nada que ter vergonha, sua história é linda e Joseph vai ter muito orgulho da mãe dedicada que vc foi/ é.

      Com a relação a tabela não tinha outro jeito pois era muito informação/muitas solicitações de uma vez só, acho que isso me deu uma idéia de post :), mostrar para as futuras mães de múltiplos como não enlouquecer e saber o que acontece com cada bebê.

      Hoje elas estão enormes, todo muito olhas para elas perguntas se tem 3 ou 4 anos e elas só tem 2 anos e 5 meses :)

      Tri-beijos Desirée

      Excluir
  7. Caramba, to junto com a Cristiane, dá até vergonha depois de ver tudo o que vc passou!!! rsrs Esse foi o motivo de eu seguir seu Blog no momento em que o ví... cuidar de 3, isso sim é ser guerreira!!!
    Licença maternidade, não é férias de jeito nenhum!!! rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruna vc é uma querida, tenho muito carinho por vc e pequeno Davi.

      Todas nos mães que resolve criar/educar nossos filhos somos guerreira pois não é fácil para ninguém e nunca estive sozinha sempre tive muito apoio, muita ajuda de mãe/marido/babás e todo resto.

      Tri-beijos Desirée

      Excluir
  8. Nossa... Desirée, você é uma super mãe e guerreira mesmo.
    Adorei seu relato...
    Beijão.
    Suzy
    http://oblogdasuzy.blogspot.com.br/2013/04/bclicenca-maternidade-nao-e-ferias.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Suzy

      Obrigada pelas palavras de carinho.

      Bom domingo

      Tri-beijos Desirée

      Excluir
  9. Lindo seu blog!Parabéns pelas Princesas!!
    Siga o meu tbm? http://asdescobertasdeumamamae.blogspot.com.br/
    beejo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Leticia que você gostou do blog, espero que volte muita outras vezes.

      Parabéns pela sua princesa.

      Tri-beijos Desirée

      Excluir
  10. Oi amiga, rolando uma brincadeirinha entre blog- TAG 7 coisas sobre mim. Te taguei. Espero que participe e goste!
    Bjos!!
    Tatty
    http://diariomaedeprimeiraviagemtatty.blogspot.com.br/2013/04/respondendo-tag-7-coisas-sobre-mim.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tatty

      Obrigada pelo convite.

      Tri-beijos Desirée

      Excluir
  11. Que luta em amiga.
    Grande vencedora e guerreira.
    Ainda bem que tudo certo e estão aí pra alegrar a sua casa e sua vida.
    Também estou participando.
    Aguardo vc lá

    http://toninha-ferreira.blogspot.com.br/2013/04/bc-licenca-maternidade-nao-e-ferias.html
    Bju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toninha acho que Deus da a força necessária conforme a carga que ele nos dar, nossa pelo seu relato vi que vc também teve bebê prematura, vc é uma guerreira, pois bebê prematuro é complicado, requer mais atenção ainda.

      Tri-beijos Desirée

      Excluir
  12. "mas para mim que tinha 3 foi um pouco mais complicado "

    Um POUCO? Vc é bem modesta Desirée!!! rs

    Quanta correria! Parabéns por tanta dedicação, não deve ser fácil mesmo!
    Eu também super apoio uma licença maior para quem teve bebês prematuros.
    Minha irmã nasceu quando minha mãe estava grávida de 7 meses. Não foi fácil.

    Parabéns pelo post, adorei!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brenda

      Obrigada pela palavras de incentivo.

      Existe uma lei para os prematuros mais infelizmente não é adotada em todos os estados. Vamos divulgar quem sabe os outros estados aderem essa ideia.

      Tri-beijos Desirée

      Excluir
  13. Tive seis meses de licença um o trio ficou na UTI, deveríamos ter direito a seis meses assim que saíssem do hospital né.

    Obrigada pelo conselho sobre disciplina, to tentando tudo e mais um pouco.

    Bejus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosana super a favor de licença de 6 meses depois de sair do hospital :)

      Estamos aqui para nos ajudar, espero que lhe ajude pois aqui em casa melhorou muito.

      tri-beijos Desirée

      Excluir
  14. Olá Desirée!

    Meus parabéns pela participação poética do papai André no Fala, Pai contando sobre o desafio de ser pai de trigêmeas.

    Muito obrigada pela presença muito especial da família de vocês. Linda família.

    Vocês são muito bem-vindos, voltem sempre!

    Beijos!

    Equipe MR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Equipe MR

      Que honra ter um texto do maridinho no MR.

      Este blog está em festa :)

      Tri-beijos Desirée

      Excluir
  15. Oi Desirée!Não deve ter sido facil esse começo pra vc,imagino!Tres pra amamentar, trocar fralda, dar banho, colo, carinho,fazer dormir...que sufôco!Mas suas meninas são lindas demais!Parabéns,mãe guerreira!E que venha a licença maternidade de 180 dias!Precisamos!bjs e boa semana,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anne isso mesmo licença Materniça de 6 meses para toda as mães Brasileira :)

      Tri-beijos Desirée

      Excluir

Deixe seus comentários, adoramos recebê-los.

Caso queria entrar trocar uma idéia meu e-mail : desireetapajos@yahoo.com.br

Tri-beijos Desirée, André. Mariana, Rafaela e Andressa